Objetivas: tipos

Vários fatores contribuem para uma boa imagem fotográfica e a associação destes fatores vão determinar qual a qualidade que aquela determinada cena ou fotografia obterá. Além do tamanho sensor (CCD ou CMOS), de sua sensibilidade e resolução, um outro fator bem importante e o conjunto ótico utilizado: as lentes fotográficas.

Objetivas: funções

As primeiras lentes utilizadas nas câmeras serviam para melhorar a qualidade da imagem, sem a perda de luz, que ocorria com a utilização de orifícios menores na câmara escura. Percebeu-se que uma pequena lente nesse orifício permitia a passagem da luz, sem perder a qualidade e claridade para visualização da imagem formada. Algum tempo depois, foi introduzido o diafragma no interior das objetivas, permitindo uma regulagem melhor da quantidade de luz e o aumento de nitidez, para realização das fotos.

Câmeras fotográficas

No mercado, existem milhares de modelos de câmeras. As que encontramos nos celulares (câmera mobile) são as mais populares e de fácil acesso. Quase todo mundo tem uma câmera dessas, hoje em dia. Com o advento da fotografia e sua evolução, diversos foram os modelos de câmeras que surgiram. Isso exigiu, também, que elas fossem divididas em categorias, tanto para os modelos analógicos (filme) quanto nas digitais (sensores). As câmeras compactas são as mais baratas e populares que existem nos modelos analógicos (filme de rolo 35mm) e nas digitais, nas quais podemos enquadrar as câmeras mobiles (celulares).

A Invenção da Fotografia

A câmara fotográfica é um aperfeiçoamento da câmara escura da Antiguidade, usada por Aristóteles para observar eclipses. No período Renascentista, século XIV, foi aperfeiçoada por Leonardo Da Vinci em seus esboços de pintura. A câmara era uma caixa vedada, apenas com um orifício em uma das extremidades, que projetava a imagem invertida em sua parede oposta (processo semelhante ao da visão humana). Quanto menor o orifício, mais nitidez na formação da imagem.