Objetivas: funções

Função da objetiva

As primeiras lentes utilizadas nas câmeras serviam para melhorar a qualidade da imagem, sem a perda de luz, que ocorria com a utilização de orifícios menores na câmara escura. Percebeu-se que uma pequena lente nesse orifício permitia a passagem da luz, sem perder a qualidade e claridade para visualização da imagem formada. Algum tempo depois, foi introduzido o diafragma no interior das objetivas, permitindo uma regulagem melhor da quantidade de luz e o aumento de nitidez, para realização das fotos.

objetiva é o olho da câmera fotográfica, é através dela que a luz entra. O conjunto ótico converge os raios em um ponto para chegarem ao plano do filme ou sensor e formar a imagem que é vista através do visor, pelo fotógrafo.

No início, existiam apenas as lentes fixas, isto é, apenas uma objetiva na estrutura, por exemplo, objetiva 24mm, 50mm, 135mm, 300mm, entre outras.

Depois, surgiram as lentes do tipo zoom, que assumem mais de uma distância focal na mesma estrutura, por exemplo, objetiva 18–135mm, 24–70mm, 75–300mm, entre outras.

Os milímetros de cada objetiva representam sua distância focal.

Quanto maior esse número em milímetros (500mm, por exemplo) maior o grau de aproximação (zoom) do assunto, e mais estreito o ângulo de enquadramento para foto. Isso quer dizer que uma objetiva de 50mm possui esta distância focal.

O ângulo de 50mm é o mais próximo do enquadramento do olho humano, por isso, a objetiva de 50mm é comumente chamada de objetiva normal (para câmeras no formato 35mm analógico e full frame nas digitais).

Objetivas com distâncias focais menores (18mm ou 24mm, por exemplo), precisam de menos espaço para realização de enquadramentos e abrangem áreas maiores.

Objetivas com distâncias focais maiores (80mm ou 200mm ou 500mm, por exemplo), precisam de maior distância do assunto e realizam enquadramentos muito mais fechados.

  • Cada tipo de objetiva ou distância focal possui sua característica.
  • Cada distância focal tem um limite mínimo para se conseguir obter foco, que aumenta à medida que o milímetro da objetiva também aumenta.
  • Uma objetiva grande angular de 24mm, por exemplo, permite aproximação do assunto para realização do foco com cerca de 25cm.
  • Uma teleobjetiva de 200mm, por exemplo, possui a distância mínima para o foco de cerca de 1,50 m do assunto.

Normalmente, essa indicação aparece no corpo da lente, com um símbolo de uma florzinha ou mesmo com a palavra macro ou micro escritas e a indicação da metragem mínima para o foco.

Caso queira realizar uma foto utilizando o foco automático e não consiga fixar o ponto de foco no local desejado, é porque a distância mínima não está sendo respeitada. A câmera não permite o clique para fazer a foto.

É como um alerta para o fotógrafo verificar se não está fora da distância mínima. Mas, é preciso ter cuidado, pois se o ponto de foco estiver errado, a foto será feita e seu assunto estará desfocado.

No foco manual, a objetiva permite o clique, mesmo que a distância esteja errada (a foto sairá com foco fora do ponto desejado, mas será feita).


Referências

HEDGECOE, John. O novo manual da fotografia: Guia completo para todos os formatos. São Paulo: Senac, 2005.

HEDGECOE, John. Guia de Fotografia para iniciantes. Biblioteca Fotografe Melhor. São Paulo: Europa, 2013.

PETERSON, Bryan. Prática fotográfica: guia de consulta rápida como fazer ótimas fotos com qualquer câmera. Balneário Camboriú, SC: Photos, 2012.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s