Computação Gráfica e Editoração Eletrônica

Computação gráfica

O termo computer graphics surgiu da união das palavras computer (computador) + graphics (gráficos), disciplina que trata as teorias, métodos e técnicas de representação, cálculos e visualização de gráficos e grafismos.

Existem diversas definições para computação gráfica, dentre elas, a da International Standards Organization – ISO: métodos e técnicas utilizados para converter dados para um dispositivo gráfico através de um computador.

Para James D. Foley (1995), computação gráfica – CG é a criação, armazenamento e manipulação de modelos de objetos e suas imagens via computador.

A CG tem um amplo conjunto de técnicas aplicadas à criação e manipulação de imagens 2D e 3D, animações e vídeos que são possíveis através da representação matemática e gráfica dos objetos.

Renata Silva (2015) cita o termo CGI, computer-generated imagery (imagens geradas por computador), que se refere a uma visão ampla da CG, englobando todas as possibilidades de manipulação de imagens realizadas por profissionais de Design Gráfico, Design de Produto, Animação, Design de Game, Direção de Arte em Publicidade, Edição de Vídeos, Modelagem 3D e Artes Visuais.

O primeiro computador a apresentar uma interface gráfica foi o Whirlwind I, desenvolvido pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts – MIT em 1950, que foi utilizado para a produção e exibição de vídeos. Este computador surgiu unicamente com finalidade acadêmica e depois passou a atender às necessidades militares de monitoramento e controle de voos, desenvolvidas pela defesa aérea dos EUA.


Jay W. Forrester fala sobre seu trabalho no Whirlwind Project I, durante uma entrevista com Edward R. Murrow na CBS News em 16 de dezembro de 1951. [T16599]

A computação gráfica está presente em nosso dia a dia desde as imagens de diagnósticos em medicina aos jogos digitais, da indústria do entretenimento ao treinamento de profissionais por simuladores. Para cada área existe um sistema operacional específico.

CAD|CAM|CAEA sigla CA é a abreviação de computer-aided (assistido por computador). Em CAD, o D é de design; em CAD/CAM, o M de é manufacturing (manufatura) e atualmente é possível passar do desenho 3D para a modelagem em impressora 3D; em CAD/CAE, o E é de engineering (engenharia). 
O sistema CAE tem técnicas avançadas do CAD capaz de definir os acabamentos, materiais e até mesmo medir as relações externas do objeto, como a temperatura.
Animação e efeitos especiaisAnimação e efeitos especiais, como os programas das suítes Adobe e Corel Draw para publicidade e entretenimento. As técnicas desta área são responsáveis pela geração de imagens e textos e permitem a introdução de som, movimento e interatividade;
Apresentação gráfica de dadosApresentação gráfica de dados usados em economia, administração e estatística, com o uso dos programas da Microsoft Office;
Visualização de dados tridimensionaisVisualização de dados tridimensionais produzidos por simulação ou coletados por equipamentos diversos como, por exemplo, tomógrafos e satélites meteorológicos.

As imagens no campo bidimensional, isto é, representadas em suportes como o papel, monitor do computador, tela da TV, dentre outros, podem simular duas dimensões: 2D e 3D.

Objetos 2D: imagens bidimensionais são realizadas em duas dimensões – altura e comprimento, nos eixos cartesianos Y (vertical) e Z (horizontal). São figuras planas que não oferecem uma percepção de profundidade. A escrita é incluída na forma bidimensional.

Objetos 3D: imagens tridimensionais são construídas em três dimensões, segundo o tri-eixo cartesiano Y (altura), Z (comprimento) e X (profundidade). O mundo em que vivemos é tridimensional e pode ser representado sobre superfícies planas adotando a geometria descritiva.

Isso quer dizer que adotamos uma técnica que, através da ilusão ótica, sugere uma profundidade muito próxima da realidade.

Os principais campos da Computação Gráfica

Graphical user interface – GUI: significa interface gráfica com o usuário. Dispositivos como mouse, teclado e principalmente a interface gráfica das telas dos computadores foram criados para garantir uma interação entre o homem e a máquina. A primeira máquina com tecnologia GUI foi o MEMEX , criado por Vannevar Bush, em 1945.


Esta é uma gravação de um aplicativo do Macromedia Director que foi construído para comemorar o 50º aniversário do artigo de Bush “Como podemos pensar” de 1945 no Atlântico. A animação foi construída por diagramas dinâmicos e foi distribuída na conferência ACM SIGIR em 1995.

Traçado interativo de gráficos e visualizações: visualização de dados através de gráficos . A visualização de dados pode ser aplicada de inúmeras formas, desde painéis empresariais até visualizações sobre saúde pública e análises de tendências de moda.

Computer aided design – CAD: permite que os projetistas desenvolvam suas ideias de forma mais rápida e eficaz. Além de possibilitar algumas simulações, como iluminação, é possível produzir o objeto em impressoras 3D.

Realidade virtual: Jaron Lanier, fundador da VPL Research Inc., criou o termo realidade virtual na década de 1980, para diferenciar as simulações tradicionais feitas por um computador para uma multiplicidade de usuários em um ambiente compartilhado.

É considerada a forma mais avançada de interação homem/ máquina. Trata-se de uma interface que simula um ambiente real e permite aos participantes interagir com ele, (Latta, 1994) possibilitando às pessoas visualizar, manipular e interagir com representações extremamente complexas. (Aukstakalnis, 1992)

O filme Matrix é um exemplo do uso da realidade virtual.

Editoração Eletrônica: é a edição de publicações intermediada por computador que oferece um resultado com qualidade igual ou superior ao processo convencional.

Editoração eletrônica

O desktop publishing – DTP, editoração eletrônica ou diagramação eletrônica, é o campo da computação gráfica que se dedica à composição de páginas realizadas no computador.

O DTP surgiu em 1985 com o programa PageMaker, criado pela Aldus Corporation, e com a impressora LaserWriter da Apple Computer.

Hardware, software e impressora interligados permitiram a criação de layouts vistos no monitor do computador e imediatamente impressos. Este avanço foi um marco para os profissionais das artes gráficas, que ganharam rapidez e realismo em seus projetos.

1940Automatic calculator (AC) Os primeiros computadores eram calculadoras gigantescas e lentas usadas para fins militares.
1950Computadores mais rápidos com o uso da técnica transistor. Em 1951 surge o primeiro computador com computação gráfica.
1960Em 1963 o protótipo do primeiro mouse foi criado por Douglas Engelbart, aperfeiçoado pela IBM e comercializado em 1970 pela Telefunken.
1970Surge o microcomputador e a Apple. Surgimento da cultura digital, com a criação do PC Apple I, personal computer.
1980Steve Jobs, da Apple, em parceria com a Microsoft, cria o Macintosh, primeiro sistema operacional com interface gráfica. Em 1982 é fundada pela Adobe.

Com o passar do tempo, os programas gráficos de editoração eletrônica vêm se tornando mais acessíveis, com interfaces mais interativas e com soluções gráficas mais sofisticadas, permitindo que usuários não especialistas possam criar publicações ou retocar fotografias com qualidade profissional.

Programas básicos de edição de texto, como o Microsoft Word, se incluem na editoração eletrônica.

Principais softwares para editoração eletrônica

Photoshop, Illustrator e InDesign são os três principais programas para editoração eletrônica da Adobe, empresa criada em dezembro de 1982 por Charles Geschke e John Warnock.

A Adobe desenvolve programas de edição de imagem e texto para os sistemas operacionais Windows e OS da Apple. Para quem está aprendendo, a Adobe disponibiliza tutoriais e guias de usuários.

Photoshop

O Photoshop 1.0 foi lançado comercialmente em 1990 e dependia de um computador com apenas 2MB de Memória RAM. Em outubro de 2018, foi lançado o Adobe Photoshop CC (20,0) que apresenta, dentre muitas novidades, recursos avançados para gráficos 3D e webdesign.

Fonte: Adobe.com

Illustrator

O Illustrator é o software para o desenvolvimento de gráficos vetoriais ideal para criar marcas, desenhos, tipografias, layouts e ilustrações. Sua primeira versão surgiu em 1987 e mudou o rumo da Adobe, que até então se ocupava apenas com o Adobe PostScript.

O filme The Adobe Illustrator Story Documentary revela que, no início, os críticos diziam que o programa iria acabar com a carreira dos designers e outros artistas visuais, mas John Warnock e Charles Geschke afirmaram que o que diferencia o designer do usuário é a criatividade.

A interface do Illustrator é parecida com a do Photoshop, mas tem recursos específicos para a vetorização.

Fonte: Adobe.com

InDesign

O InDesign foi lançado em 1999 e substituiu o programa PageMaker, desenvolvido pela Aldus, empresa comprada pela Adobe em 1994. (SILVA, 2015)

É um software dedicado ao desktop publishing, pois foi totalmente desenvolvido para a criação e a diagramação de páginas para impressão e mídia digital, podendo criar formulários e livros interativos.

A interface do Indesign é semelhante ao do Photoshop e do Illustrator, mas seu diferencial é trabalhar com páginas sequenciais lado a lado.

Fonte: Adobe.com

Referencias

ADOBE CREATIVE TEAM. Adobe Illustrator CS4 Classroom in a Book. [e-book] Porto Alegre: Bookman, 2010.

ADOBE CREATIVE TEAM. Adobe InDesign CS4 Classroom in a book: guia oficial de treinamento. [e-book] Porto Alegre: Bookman, 2009.

FOLEY, J. D. et al. Introduction to Computer Graphics. Boston: Addison-Wesley, 1995.

FONSECA, J. Tipografia & design gráfico: design e produção de impressos e livros. Porto Alegre: Bookman, 2008. cap. 8.

GAMBA JÚNIOR, N. G. Computação gráfica para designers: dialogando com as caixas de diálogo. Rio de Janeiro: Editora 2AB, 2003.

MARQUES, A. O que é computação gráfica. Disponível em: http://www.um .pro.br/index.php? c=/computacao/definicao. Acesso em: 12 jul. 2019.

PERSIANO, R. C. M. Introdução à computação gráfica. Belo Horizonte: UFMG, 1986.

SILVA, R. P. A. Computação gráfica e editoração eletrônica. Rio de Janeiro: SESES, 2015.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s